linha separa

Serviços de Entressafra.
Distribuidor Oficial CONTINENTAL CONTITECH
Distribuidor Oficial CONTINENTAL CONTITECH
COMERCIALIZAREMOS CORREIAS COM A MARCA GOODYEAR NORMALMENTE ATÉ O FINAL DO NOSSO ESTOQUE”
COMERCIALIZAREMOS CORREIAS COM A MARCA GOODYEAR NORMALMENTE ATÉ O FINAL DO NOSSO ESTOQUE”
CORREIAS TRANSPORTADORAS DE TODOS OS TIPOS
CORREIAS TRANSPORTADORAS DE TODOS OS TIPOS
CORREIAS TRANSPORTADORAS DE TODOS OS TIPOS
CORREIAS TRANSPORTADORAS DE TODOS OS TIPOS
CORREIAS TRANSPORTADORAS DE TODOS OS TIPOS
CORREIAS TRANSPORTADORAS DE TODOS OS TIPOS
CORREIAS TRANSPORTADORAS DE TODOS OS TIPOS
CORREIAS TRANSPORTADORAS DE TODOS OS TIPOS
CORREIAS TRANSPORTADORAS DE TODOS OS TIPOS
CORREIAS TRANSPORTADORAS DE TODOS OS TIPOS
CORREIAS TRANSPORTADORAS DE TODOS OS TIPOS
CORREIAS TRANSPORTADORAS DE TODOS OS TIPOS
CORREIAS TRANSPORTADORAS DE TODOS OS TIPOS
CORREIAS TRANSPORTADORAS DE TODOS OS TIPOS

Petrobrás eleva em 4,8% a produção de petróleo e gás no País em junho.

Crescimento é resultado da entrada em operação de novos poços nas Bacias de Santos e Campos.

RIO - A produção total de petróleo e gás da Petrobrás no Brasil cresceu 4,8% em junho sobre maio, totalizando 2,378 milhões de barris por dia (bpd). A parcela exclusiva de petróleo chegou a 2,043 milhões, aumento de 5,2% em relação a maio. A produção é referente aos campos onde opera também com parceiros. Nas áreas onde atua sozinha, a Petrobrás produziu 1,979 milhão barris por dia (óleo, mais líquido de gás natural - LGN).

O crescimento da produção resultou da entrada em operação de novos poços interligados às plataformas FPSO-Cidade de Itajaí, no Campo de Baúna, na Bacia de Santos, e FPSO-Brasil, no Campo de Roncador, na Bacia de Campos, além do início de operação do FPSO-Cidade de Paraty, no projeto-piloto de Lula Nordeste, no pré-sal da Bacia de Santos.

De acordo com comunicado da companhia distribuído na noite desta quarta-feira, 31, contribuiu também para o aumento do volume produzido o retorno à operação das plataformas P-25 e P-31, no Campo de Albacora, na Bacia de Campos, e do FPSO Cidade de Angra dos Reis, que opera no projeto-piloto do Campo de Lula, no pré-sal da Bacia de Santos. Essas unidades de produção cumpriram paradas programadas em maio. Seguindo o cronograma, em junho, as plataformas P-20 e Pampo-1 (PPM-1), ambas na Bacia de Campos, interromperam a produção para manutenção.

Em nota, a estatal destaca a crescente contribuição do pré-sal para o volume total, que bateu, em junho, novo recorde, com a média diária de 310,2 mil barris por dia, incluída a parte operada pela empresa para seus parceiros. Somado à produção da empresa no exterior, o volume total de petróleo mais gás natural atingiu, em junho, a média de 2,612 milhões boe/d, 4,2% acima da produção total de maio.